Seminário “Reforma da Previdência: A verdade” reúne público de cerca de 150 pessoas

0
85

 

Cerca de 150 pessoas participaram da palestra “Reforma da Previdência: A verdade” promovida pela Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto) nesta sexta-feira, 10, no auditório do Senai – CETEC de Palmas, que contou com a presença dos presidentes da Fesserto, Carlos Augusto de Melo, da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco),  Charles Alcântara, do Sindicato dos Auditores Fiscais do Estado do Tocantins (Sindifiscal-TO), Carlos Campos, e do representante da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), Luiz de Negreiros.

Ao abrir os trabalhos, o presidente da Fesserto destacou que este seria o primeiro passo para esclarecer o trabalhador tocantinense. “É necessário que o trabalhador tocantinense se informe do prejuízo e das mazelas que o Governo Federal quer fazer com ele em relação à aposentadoria alegando que a previdência é deficitária e nós sabemos que não é”, destacou.

Para o presidente da Fenafisco, a PEC 287/16, denominada de Reforma da Previdência será prejudicial para os trabalhadores tanto da iniciativa privada quanto do serviço público e pensionistas. “É uma reforma absolutamente inaceitável, o povo brasileiro precisa descobrir o que está embutido nessa proposta. Nem sequer merece ser chamada de reforma porque ela é o fim da previdência pública, vai deixar desamparados os idosos, o trabalhador rural e está exigindo que o jovem escolha entre trabalhar ou estudar para se aposentar aos 65 anos”, ressaltou.

Uma nova proposta está sendo finalizada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) e mais cem entidades sindicais. “Um projeto substitutivo porque esse que o Governo defende é o pior, não há nada que beneficie o trabalhador. É um verdadeiro desmonte dos direitos dos trabalhadores brasileiros”, ressaltou o representante da CSPB, Luiz de Negreiros, afirmando que os representantes sindicais de cada estado devem mobilizar os parlamentares que o representam no Congresso Nacional.

O evento teve como palestrantes o diretor de Aposentados e Pensionistas da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), Celso Malhani, e o membro da Coordenação da Auditoria Cidadã da Dívida Pública, Josué Martins.

Outros eventos serão realizados com a finalidade de levar informação para a sociedade. “A intenção é que aprofundemos nesse debate para conscientizar a sociedade do grande mal que é a redação dessa PEC e quanto ao grande prejuízo que essa reforma representa para os trabalhadores. Inclusive no próximo dia 16 teremos outro evento na OAB-TO em que lançaremos a Frente Tocantinense em Defesa da Previdência”, adiantou o presidente do Sindifiscal, Carlos Campos.

LEAVE A REPLY